Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jornada23

Uma portuguesa a viver em terras de sua Majestade desde 2014.

Jornada23

Uma portuguesa a viver em terras de sua Majestade desde 2014.

Duas horas com a policia 'a porta!

Estão a ver o que e' estarem muito bem em casa, ouvirem pelo corredor central uns passos extremamente pesados e verem lanternas em frente a vossa porta e janela. Eu, feita cusca como e' claro, espretei por baixo dos estores e vi a parte do braço / mão da pessoa, nem foi preciso muito mais - a policia esta aqui! 

Tentei por diversas vezes ouvir a conversa e tentar perceber, pareceu-me que estavam a falar com a vizinha idosa do lado mas conseguia ouvir o vizinho do prédio principal aos gritos (como sempre). 

Passado algum tempo abri a porta e perguntei se estava tudo bem - por esta altura já tinha visto alguns deles com escudos protectores e, como a policia também tem bom humor um deles a dizer "Epah, pareces o capitão America" - o policia que estava a minha frente ignorou-me e continuou a falar com o colega que já estava no nosso telhado ate que apareceu outro e respondeu que sim, que não me preocupasse (obrigada pela resposta, mas a que eu queria mesmo era "sim, não se preocupe foi só o X que fez Y e agora vai-lhe acontecer Z"). Foi-me perguntado se tinha algum escadote , não tinha. Emprestei uma cadeira alta que hoje a analisar bem entortaram-na toda (obrigada!). 

Foram pelo menos umas 2 horas com a policia a ir e vir ate que se começa a ouvir um escabeche la para cima no que pareceu ser o arrombamento da porta. O vizinho gritava a altos pulmões (como o fazia já todos os dias , a qualquer hora do dia, quando lhe desse na telha). Não foi preciso ninguém actuar pelas janelas através do telhado nem nada disso, mas deu para ouvir uma luta la para cima.....Enfim, não paguei pelo serviço extra de ficarem a noite toda de barraca montada a minha porta, que em 2 horas já me habituava pela noite toda. 

 

P.s. Nunca entendi muito bem o problema do vizinho, nunca o vi. Acordei tantas vezes assustada durante a noite quando ele resolvia meter musica aos altos berros ora as 3 , 6 da manha . Gritava a plenos pulmões pela janela dele só porque sim, ou la esta por algum motivo que desconhecemos...enfim. Situação resolvida por 2 horas ao menos! 

 

 

police-officers.png

 

O que os outros pensam vs Realidade

Que tema meus senhores! Vamos lá! Algumas coisas parvas que ouves das pessoas em Portugal quando dizes que vocês vivem em Londres e a realidade ( a nossa ! )

 

"Vivo em na zona 2/3 de Londres !"

O que os outros pensam - esta gente é chique. para além de viver em Londres ainda se dão ao luxo de viver apenas a 30 minutos do centro.

Realidade - pago uma fortuna para viver nesta zona e para viver num Studio/ casinha de barbies e mesmo assim pago outra mini fortuna por dois passes mensais para ir trabalhar.

 

"Viajo entre 3 a 4 vezes por ano a Portugal" 

O que os outros pensam - Epah! Isto sim é vida, viagens e passeio a toda a hora! Haja dinheiro. 

Realidade - Viajo 3 a 4 vezes por ano, faço viagens de curta duração para não ter que ficar longe de quem gosto durante tantos meses seguidos. Faço questão de fazer assim pois posso estar presente em mais datas especiais. O que gasto numa viagem pela Ryanair nao gasto em cafés, em saídas nocturnas ou outros divertimentos. 

 

"Ja visitei outros paises"

O que os outros pensam - Vai-se queixar da distância, das saudades etc etc mais volta e meia vai laurear a pevide para outros países. 

Realidade - Sim senhor, para visitar outros países é preciso dinheiro, mas não tanto como pensam. Um voo de Londres para qualquer destino europeu é ao preco da chuva se for bem planeado. Um voo daqui a Mallorca consegue-se a 30 libras, daqui a Marraqueche idem aspas. Consigo um autocarro daqui a Bruxelas por 12 libras e até daqui a outros tantos sítios de avião por menos de 10 libras (Escócia, Dinamarca, França, Irlanda,...). Organização e pesquisa acima de tudo.

 

"Tenho este aparelho eletronico, esta consola de jogos, comprei esta roupa nova ..."

 

O que os outros pensam - (dinheiro a chover, dinheiro a chover)

Realidade - Segunda mão, segunda mão, segunda mão (roupa de marca a 2 libras, consola de jogos a 20 libras..). Ah e apanhar coisas na rua, porque o príncipe é perito nisso (ja foram 4/5 plasmas a trabalhar em condições, entre outras coisas).

 

Penso que está um resumo bem pomposo. Meus senhores, eu não me queixo das outras pessoas e muito menos me preocupa o que dizem. Sei muito bem que existem portugueses a viver noutros países que ajudam a que a imagem do portugues lá fora seja muito estereotipada. Se fazemos coisas que não podemos fazer em Portugal? Sim e não. Depende. Também deixamos de fazer muita coisa, mas foi uma escolha nossa, lá está. Se tentamos uma vida melhor lá fora o coração encolhe cada vez que nos lembramos o que perdemos na nossa terra natal. Isto é como um jogo. Um jogo de prioridades, um jogo em que diariamente te sentes confusa se estás a fazer o mais correcto para a tua vida e estes comentários e pensamentos não ajudam. 

 

P.s. Só para que conste, estou numa fase "Vamos voltar para Portugal POR FAVOOOOR! " - que isto de viver no estrangeiro também traz dos seus dramas. 

 

1434019771_7silhouette.jpg

 

 

 

Mais sobre mim

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.