Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jornada23

Uma portuguesa a viver em terras de sua Majestade desde 2014.

Jornada23

Uma portuguesa a viver em terras de sua Majestade desde 2014.

Não consigo esquecer..

20180306_230428.png

Este é o Kinder. Este bebé é um entre milhares abandonados por este mundo fora que teve a sorte de ser encontrado e bem cuidado por um abrigo / associação até estar grande e forte o suficiente para partir. Há dois dias a União Zoófila colocou estas imagens na esperança de encontrar um dono para este bebezolas. Enviei a foto ao príncipe, mostrei a foto à conterrânea, à minha colega de trabalho e até enviei para o meu pai para que ele e a minha mãe o vissem. Apaixonei-me e nestes dois dias nao paro de falar no Kinder, no quanto eu gostava de estar em Portugal para pegar em mim e adoptar este menino....Quem me conhece sabe que adoro animais, cães então! E passo o dia a ver vídeos de cães  a chorar com eles , a rir com eles, mas o Kinder tocou-me e eu só espero que tenha tocado no coração de alguém muito bom que lhe posso dar um bom lar, até aos últimos dias da vida dele ❤

Magaluf

Uma lágrima quase que cai quando me lembro de Magaluf!  A atmosfera estava perfeita, o hotel foi o máximo e acho que teríamos aproveitado um pouco mais mas a oferta era imensa. Por uma lado se não aproveitássemos o tempo pela manha / tarde a noite começava a levantar um vento mais desagradável que não deixava andar tão a vontade.

 

Fatores positivos:

- O hotel foi a melhor escolha. Para alem de ser enorme, ter 3 piscinas na qual a do meio tinha parque aquático (com escorregas e piscina de ondas), a comida era 5 estrelas e o serviço de limpeza era impecável. A localização do hotel era perfeita. Apenas a 5 minutos a andar da praia, numa zona mais sossegada que certas parte de Magaluf. Para acrescentar o quarto de hotel era enorme, conseguíamos ter pelo menos umas 6 pessoas a dormir ali, entre sala e quarto sem problemas

- A praia. Aquela praia era linda, agua calma, sem ondas (como gosto) a agua era fria mas rapidamente nos habituávamos a temperatura. 

- A zona em si era muito calma durante o dia. Acredito que em época alta (fomos em Maio) a confusão seja muito maior, mas correu bem. A zona em si e pequena, da para descobrir bem a pé, com restaurantes e lojas a poucos passos. 

- O mês que escolhemos ir foi o melhor. Magaluf para quem não conhece e um dos destinos favoritos principalmente dos jovens britânicos e pode ser um pouco caótico durante o verão (e só procurar por vídeos no youtube). O fato de termos ido em Maio foi óptimo porque o barulho não era muito, havia muito menos jovens mas ainda assim bastantes e o calor não era insuportável mas dava muito bem para estar na praia ou piscina o dia todo de molho. 

- Os residentes são bastante simpáticos e prestáveis. 

 

Fatores negativos:

- O algum barulho por parte dos jovens (na sua maioria britânicos) que usam esta localidade como o paraíso da festa. 

- A noite em Magaluf e a loucura, mas quando falo em loucura falo naquela mais pesada em que vamos a passear e estão não sei quantos promotores a tentar arrastar para os seus bares, mulheres as entradas seminuas , bailarinas a dançar em varões completamente nuas, jovens completamente bêbados. Se foi assim em Maio nunca me atreveria ir em pleno Julho ou Agosto. 

 

Conclusão:

Eu voltaria para Magaluf. Voltaria sem pensar duas vezes...ate que por curiosidade vi a estadia no mesmo hotel na mesma época e reparei que o preço aumento para três vezes em relação ao valor pago em 2016, inflação hein!  Isso tirou-me as esperanças todas. No entanto continuo a achar uma zona muito em conta, em que os preços são relativamente baratos e para nos português a língua acaba por não ser tanto uma barreira. 

 

20160516_150328.jpg

20160516_150312.jpg

20160519_132831.jpg

20160519_174130.jpg

20160517_161452.jpg

20160517_124251.jpg

20160518_142031.jpg

 

 

 

 

 

Agadir

Agadir....! So de pensar nos dias passados em Agadir sinto um aperto, um saudade imensa! 

Tal como referido em posts anteriores, em Agadir escolhemos o Hotel Iberostar Founty Beach , a maravilha das maravilhas aos nossos olhos. 

 

Fatores positivos:

- O hotel foi sem duvida o ponto alto da viagem. Foi-nos possivel dormir ate' mais tarde, aproveitar a piscina interior pela manha e a exterior durante a tarde ou simplesmente ir a praia dando 10 passos fora do hotel. 

- A simpatia do staff no hotel , as comidas, o modo como o estrangeiro e' tratado sao simplesmente factores mais do que positivos 

- O clima foi o nosso melhor aliado tambem. Se em Marraquexe apanhamos uns dias de chuva e frio aqui o sol brilhava todo o dia

- O mercado era muito mais pequeno que o de Marraquexe mas foi bom porque era menos confuso e estavamos num mood mais calmo 

- Todas as noites existia uma festa no hotel, ora era Bolywood night , ora era noites de talentos, enfim uma panoplia que nos entretia noite fora. 

 

Factores negativos : 

- Quando saiamos do hotel eramos logo bombardeados com vendedores ou taxistas. O mesmo se passou quando saimos do autocarro vindo de Marraquexe e tivemos que pedir aos taxistas para nos darem tempo para pensar, visto fazerem-nos pressao mal saimos do autocarro para escolha de taxista.

- Como era uma cidade mais pequena e naquela altura do ano existem menos turistas sentiamo-nos mais deslocados do que em Marraquexe onde era estrangeiro a cada esquina 

- O aeroporto ficava bastante longe da zona dos hoteis principais.

 

Conclusao:

Nao me importava de voltar a Agadir para mais umas ferias "resort". Sair da cama, comer e deitar o corpito de frente para o sol o dia todo, intercalando com um mergulho na psicina.  Ainda por cima sabendo que de Londres encontro voos a 40 e pouco libras!! 

 

iberostar-founty-beach.jpg

 

7222526.jpg

 

 

 

2017/2018

29033-newyear-new-year-gold.1200w.tn.jpg

2017 pareceu curto, passou rápido...muito mais do que os anos anteriores. 

Foram feitas mais ou tantas viagens a Portugal como o ano passado, o que acabou por ser bom para tratar de assuntos e matar saudades. Apenas viajei para a Bélgica para estar com a família, ao contrario do ano passado que passei por Espanha e Marrocos. Mantive o trabalho onde estou, melhorei profissionalmente e fui capaz de demonstrar as minhas capacidades enquanto profissional não só aos meus colegas como chefia. Passei a ter a conterrânea a trabalhar comigo de novo - juntas mais uma vez. Eu e o príncipe conseguimos riscar um objectivo da lista o outro quase que foi feito antes do ano, vai acabar por ser em 2018. 

 

2018 ira trazer muito, espero. O desejo e de mudança para este ano, muita mudança mesmo! Mudança que nos ira assustar mas em termos de realização pessoal ira trazer muitos benefícios. Mais um objectivo a riscar a lista logo no inicio do ano e o resto espero que venha por acréscimo. Este ano planeiam-se viagens, algumas para riscar mais uns objectivos da lista. Esperam-se menos viagens para Portugal, mas por bons motivos. Esperam-se melhorias no trabalho e quem sabe crescimento. 

Espera-se um ano novo. Cheio de conquistas 

Mais sobre mim

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.