Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jornada23

Uma portuguesa a viver em terras de sua Majestade desde 2014.

Jornada23

Uma portuguesa a viver em terras de sua Majestade desde 2014.

Só faltam 2 para os 30!

Que na linguagem mais comum significa que ontem, dia 5, já cá contavam 28 aninhos para esta chavala!

O tempo passa tão rápido e tu sentes que não fazes tudo aquilo que gostarias de fazer, alguns são os dias em que apetecw pegar numa malinha e partir à descoberta do Mundo, tal como há dias que só gostarias de estar em casa, junto dos teus, a aproveitar o sossego e conforto do TEU lar. 

Foram 28 que custaram de certo modo, as saudades são sempre muitas e não ter passado um único aniversário em Portugal desde que aqui estou é  dose ! Sinto que se perde a essência, embora que os presentes tentem preencher a falta. Pessoas não são substituíveis é o que é.

Bem vindos 28 anos , vou tentar fazer o melhor proveito deste número, pegar asas e deixar voar!!

A dobrar!

Hoje foi turno a dobrar...aaah que cansaço minha gente, só agora é que sinto as dores nas pernas !!! 

Hoje foi trabalhar das 8 da manhã as 21.30 e amanhã entrar de novo as 8 da manhã... tudo porque decidi que vou começar a aceitar trabalhar folgas e fazer turnos longos ( o horário dos da manhã e os da tarde).

Eu e a conterrânea ficámos desde as 11 e picos até as 21 a arrumar e organizar uma das nossas salas no trabalho , tipo sala de arquivos, e devo-vos dizer que à certo tipo de gente que acumula a mais mínima coisinha.  

Depois de tantas horitas de cuidado e , amanhã, depois de retirados os cerca de 10 sacos enormes do lixo e de aspirada a carpete aquela sala deve ficar como nova!!

Agora, agora vou dormir.... aa 00.16 já batem e eu levanto-me às 6.45! 

 

1db90e454fec5a1692c3955b707cba9b.jpg

 

Reencontro

vitor_szpoganicz_o_mais_legal_da_vida_e_reencontra

 Nós fomos como unha e carne durante um dos períodos mais exaustivos da nossa vida : a faculdade. 

Nós juntámos as capacidades uma e da outra e fomos capazes de nos apoiar nos bons e maus momentos, nos mais stressantes e nos outros tantos. Estavamos lá, 5 dias por semana, durante aulas e estágios sempre a apoiar. Ela foi sem dúvida a pessoa que marcou a minha fase universitária mas como é normal o mundo atirou-nos de volta para as nossas cidades e, no meu caso, para Inglaterra. 

A distância fez com que deixassemos de falar tanto, ocasionalmente havia uma conversa ou outra apenas. Quando ela me disse que vinha a Londres quis ir vê-la , estar um pouco com ela que seja. 

Sabem quando vocês não vêem uma pessoa à anos , neste caso 6 anos, e não sabem o que esperar ?? Será que somos as mesmas ? Que as nossas conversas vão fluir com antigamente ? Que ainda temos algo em comum? 

Isso tudo se foi nos primeiros segundos, continuamos igual, apenas com mais histórias de vida para partilhar, e soube bem revê-la e poder estar de novo com alguém que já esteve tão presente na minha vida.

 

Tráfico!

Já não aguento minha gente. Hoje fomos para formação no centro de Londres e na volta claro está era hora de ponta. Já não consigo andar no meio deste trânsito infernal, nestes autocarros a abarrotar de pessoas, de um entra e sai constante que dá cabo da tua cabeça! Cheguei a casa com um sensação de sufoco e cabeça confusa. Não sei se é da quantidade de pessoas, do pára arranca constante, se do calor intenso que se fazia... só sei que já não tenho idade para isto 😂

 

 

Mais sobre mim

Pesquisar

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.