Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jornada23

jornada23

O que dizer a quem vai viver noutro país

Hoje, quando fui ver as minhas estatísticas do blog reparei que encontraram o meu blog ao pesquisar por "o que dizer a quem vai viver noutro pais". Nunca fiz um post deste género, mas acho que não se perdia nada.

A verdade é que cada pessoa tem diferentes expectativas do que pretende ouvir ou do apoio que pretende ter das diversas pessoas que completam a sua vida, mas existe umas quantas coisas que acho que se aplicam à maioria:

Respeito: A verdade é que existe sempre aquele conhecido, amigo ou familiar que nunca irá apoiar a saída do país, ora porque devemos permanecer no nosso cantinho até à morte, ora porque no nosso país é que apoiamos a economia, ora porque "abandonar" a família e partir em busca do desconhecido não faz sentido, etc etc etc. E é por estas e por outras que no final só pedimos respeito, pela nossa decisão.

 

Comunicação : Sim, a verdade é que fomos viver a não sei quantos mil kilómetros de distância e agora estamos à espera de ter visitas de familiares e amigos dia sim dia não? Óbvio que não, mas isso não implica que a comunicação não se mantenha. Quem vai sair do país derrete-se facilmente com uma chamada de skype, pelo telefone ou mesmo por receber uma surpresa pelo correio por isso antes de partirmos o que queremos mesmo ouvir é que qualquer método de comunicação será explorado para encurtar a distância real.

 

Sentimentos: Quem sai do país já leva um misto de ansiedade/tristeza no coração e muitas vezes com o passar do tempo apercebe-se que determinados amigos passaram a ser somente conhecidos. Ouvir daqueles que nos são mais próximos que a "nossa" amizade ou amor, carinho ou preocupação não será alterado com a distância são palavras mágicas para quem vai sair do país. (Mas é para cumprir, sim!?!)

 

Basicamente acho essencial que quem está do outro lado consiga mostrar compreensão e respeito pela decisão de quem vai sair do país. Para completar seria ideal mostrar para a pessoa que a relação destas será apenas diferente na distância e nos meios que usarão para comunicar porque de resto, tudo será igual.

 

 

Resumo da semana

Esta semana tem sido de cão! (não, não foi a dormir, a brincar e a passear). Tenho que ser resumida, o sono já bate!

 

1º- Pela primeira vez ando a apanhar condutores de autocarros mesmo "tugas", desenrascados e que me metem em casa num instante! Aleluia!

 

2º - O trabalho tem tido as suas manhas, e esta semana foi manhas extra extra extra extra. Um dia cheguei ao trabalho, no turno da noite, e soube que de manhã as lojas todas da minha empresa tinham sido trancadas porque não pagavam renda.......se não pagam renda, pagam ordenado?

 

3º - O meu chefe de departamento tem uma mania irritante. Adora trazer novas encomendas (cerca de 100 vestidos, 30 malas, mais 50 malas para criança) no turno da noite, e sempre, mas sempre às 11h. Ou seja, uma hora antes do fecho da loja e do fim do meu turno. Lá começo na missão impossível de tirar pelo menos um número pequeno de vestidos novos e colocá-los na loja, tira plástico, põe cabine, põe preço, arranja sítio para expor, tira plástico, ....e umas unhas partidas no decorrer deste procedimento. Hoje o dia foi horrível, o que não se faz no turno da noite faz a pessoa da manhã e a pessoa era..eu! Tira plástico, tira cabine, parte unha....fico no chão do armazém completamente cheia de plásticos e vestidos.

 

4º- Para além desta atrapalhação toda hoje fizemos horas extra..(1h, que espero bem que me paguem), tudo porque tínhamos reunião de loja. Chegámos todos ansiosos (sabe-se lá se não estão quase na falência ou se não iriam comunicar que os salários estariam em atraso), com bebidas e batatas fritas para todos petiscarem, lá se fez uma reunião normal, conversa típica de patrão, conselhos, sermões que incluíam o não comer a comida dos outros, um pouco de tudo. Veremos como corre o início desta semana. Esquecemo-nos é de avisar ao patrão que o Mickey Mouse também faz parte da nossa equipa.

 

5º - Ontem fomos ver o primeiro flat desde que aqui estamos. Impressão? Poucas e más. O Flat estava muito bem localizado em Lambeth, a poucos minutos do rio. Tinha as suas coisas boas (poucas), tinha cada espaço dividido (quarto, wc e cozinha) o que só de si já é difícil em Londres, era barato (150pw) mas......ai está! Antes de mais a porta para a casa não era uma porta, era um pedaço de madeira com fechadura, a casa estava porca, mas quando digo porca é mesmo porca (teias de aranha, fogão sujo, móveis porcos e a cair, buracos na parede -segundo o príncipe). Desilusão total. A procura continua.

 

 

Mas lá me tenho aguentado com os dois suplementes diários kinder & príncipe.