Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jornada23

jornada23

Londres - 1 mês

E ontem fez exatamente 1 mês que chegámos a Terras de Sua Majestade. Foi um sábado intenso, do qual ainda não falei nem quis refletir muito sobre ele. Por um lado (e mais importante do que tudo) tive ao meu lado, ou a apoiar-me, as pessoas que mais aprecio na vida. Tive medo, quis ser forte, quis mostrar que tudo iria correr bem mesmo estando a viajar para o desconhecido. Despedi-me daquele quarto, daquele prédio, daquela rua. Despedi-me do meu bebé, e custou! Passei a viagem toda firme - não ia chorar. Até que a minha mãe começou a chorar e dei-lhe a mão. Vim a maior parte da viagem assim, de mão dada com a minha mãe, outra mão dada com o príncipe e com a mana a agarrar-me. A chegada ao aeroporto fez-se de forma mais descontraída, estávamos tranquilos, ansiosos e alegres. Eu tentei sair do país em paz, a obra do destino não deixou e mais uma vez fez-me, não dar menos valor a certas pessoas, mas sim valorizar imenso os que tenho junto a mim. A hora da despedida foi intensa e desconcertante (só de me lembrar...), pela segunda vez na minha vida vi o meu pai chorar, e como isso dói! A mãe chorou, eu chorei, o príncipe chorou, a mana chorou, só o irmão é que se aguentou mais firme (sabe-se lá se não deitou uma lágrima sorrateiramente). A viagem correu bem, a chegada a casa correu bem.

Em um mês, já tenho trabalho. Em um mês, já procuramos um sítio onde viver - os dois, sem mais ninguém, só eu e o príncipe. Em um mês já chorámos, rimos, tememos, aventurámo-nos (nunca andei tanto na minha vida eheh) e vivemos muito. Em um mês estamos ainda a descobrir Londres. Em um mês as saudades já apertaram. Em um mês já tive tendência a ir procurar o meu bebé. Já tive tendência em querer dizer à mana "Estás em casa?" pensando eu, que ela ainda vivia no andar de cima. Faz um mês que somos só eu e ele. Faz um mês que o príncipe não fuma (yeeaaah!). Faz um mês que tudo começou.

Eu estou bem, nós estamos bem. Londres é um sonho, mas é preciso força quando queremos sonhar mais além.

 

Trabalhar em Londres

Desde o início desta semana que comecei a enviar currículos que nem uma maluca para diversos sítios, escolhi as lojas de roupa, cosmética, de brinquedos, supermercados e preferi deixar para último cafés, restaurantes e hotéis, mesmo por não me identificar tanto com o tipo de trabalho. Eu sei que antes de poder começar a exercer trabalhos na área para que estudei preciso de treino, experiência e relembrar o inglês então, nada melhor do que um trabalho deste género para começar, um trabalho com o público.

Optei por ir a inúmeros sites, entre os quais gumtree, cv - library e do governo e concorrer para as vagas que considerei mais adequadas ao meu perfil, mas também fiz uma lista de lojas e enviei o meu currículo pelos canais online das lojas.

Quinta feira fui à entrevista para o National Insurance Number (requisito obrigatório para se trabalhar!) e foi, tal como a senhora disse, a entrevista mais rápida que tive. E porquê? Bem, primeiro foi o príncipe , tudo o que ele dizia ela preenchia logo a minha folha, mal eu cheguei só me pediu para assinar e voilá! A sorte de tudo isto é que o chefe dela não lhe estava a deixar sair mais cedo e ela, lixada como estava, andava a fazer entrevistas à balda. Menos mal, despachámo-nos num ai!

Quando chegámos a casa, pelo meio dia, mal acedi ao meu email corri até ao príncipe. Estavam a pedir para ir a uma entrevista hoje!! Uma loja da qual só tinha enviado o meu currículo um dia antes.Hoje à tarde lá fui eu à entrevista, é uma cadeia de lojas de souvenirs mesmo no centro da cidade (Piccadilly Circus). O próprio diretor fez-me entrevista, perguntou coisas básicas, não me fez perguntas sobre o meu inglês manhoso e nem sequer exigiu experiência em lojas! Fui contratada na hora! E o resultado disto tudo resume-se a que eu, neste momento, esteja especada a olhar para o email porque o meu chefe enviou-me dois emails : um a convocar-me para amanhã às 4 da tarde e outro para começar o turno as 9 da manhã......Aguardando resposta correta.

 

O mais incrível nisto tudo é como é que em 2 semanas já consegui trabalho.....estou impressionada! Ah, ganda Londres!{#emotions_dlg.happy}

P.s. Para a semana o príncipe também já começa a trabalhar!! Tão bom!

1 mês - Londres!

{#emotions_dlg.happy}Falta 1 mês, apenas e exatamente 31 dias!

 

Nem quero acreditar que quando tivemos os bilhetes na mão ainda faltavam 123 dias (…número curioso, vendo bem)! O tempo passou a correr na maioria das vezes, e outras nem tanto porque a cabeça se perdia nos pensamentos com 2014, com a nova aventura. Mas hoje sinto que o entusiasmo é menor do que as preocupações. Nunca tive um grande espírito aventureiro quer dizer, adoro viajar, explorar novos locais e viver novas aventuras mas sabendo que iria regressar para a minha zona de conforto, foi por isso que esta decisão foi inesperada, tanto para quem me rodeia como para mim. Possivelmente já estaríamos em Londres desde 2012 mas quis ainda desenvolver alguns projetos por estas bandas, como o Mestrado. Não me arrependo, embora saiba que a esta altura já teria uma vida mais estabelecida por Londres, no entanto tive a apostar na minha formação e a desenvolver as minhas capacidades enquanto futura profissional. No final, foi a melhor opção, espero. Hoje sei que estou totalmente empenhada em aventurar-me por terras de sua majestade e sei que estou preparada (emocionalmente ainda devia preparar-me mais 1 ano ou 2 eheh) .

A 1 mês da partida começam as despedidas. A despedida daqui a 3 semanas e meia do trabalho. Um até Setembro às colegas de Mestrado e Professores, e um “Até Quando te apetecer vir visitar-me” ou “ Até Setembro” aos familiares e amigos mais próximos.

 

p.s. daqui a um mês o príncipe vai estar a arrastar malas!!!!!!