Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jornada23

jornada23

Dia Internacional da Amizade

Amizades fizemos em todas as etapas da vida, desde bebé até à fase adulta. Umas perduram, outras ficaram no passado, algumas ainda irão ser descobertas.

Para os amigos que já foram, para os que são e para os que serão, Feliz Dia.

 

frase-os-amigos-antigos-vao-se-novos-amigos-aparec

 

 

Ás vezes

Sinto algo estranho. Parece na realidade que não estou a viver num país assim tão distante de Portugal. Claro que as diferenças são notáveis mas por vezes sinto-me confortável "demais", será que me estou a acostumar? 

Há dias que passeio nas ruas e já as conheço tão bem, bem como as caras dos vizinhos e os cães dos mesmos,  que me sinto em "casa". Vou para a loja e tenho imensos colegas portugueses que creio que os restantes se sentem mais em Portugal do que no Reino Unido. Sabe bem sentir aquele povo ao nosso redor, estas pessoas que, por mais que tenhamos uma história de vida diferente, sentimos o prazer de socializar e partilhar. A verdade é que também sinto saudades das minhas italianas e das minhas meninas do Uzbequistão, elas fizeram parte do meu dia - a - dia, seis dias por semana, do meu último ano e isso também se ressente. É verdade que muitas (mesmo muitas!!) vezes sinto saudades do calor de Portugal e daquele clima ameno, mas há dias que já estou tão habituada a este clima que é tão imprevisível. Também há dias que uma chamada de Skype me sacia a saudade, ou uma chamada telefónica. Outros só me apetece voltar às origens e fazer coisas que antes eram tão banais. 

Ainda há pouco a minha mãe perguntou-me o que queria fazer quando fosse a Portugal. Sabem o que queria mesmo? Chegar a casa dos meus avós, comer a dourada ou carapau assado. Ir com o meu avô ver os novos coelhinhos que nasceram. Ouvir o meu tio gozar comigo vezes e vezes sem conta mas no final dizer que sou a sobrinha favorita. Brincar com a cadela, dar banho e cortar o pêlo ao cão. Convidar os meus primos para um cinema a três. Tentar dormir na minha cama antiga e ir bater 3 ou 4 vezes à porta do meu irmão para lhe pedir para baixar o volume da sua voz. Passear com os meus pais, fazer as coisas banais que sempre fazíamos. Deixar o meu pai fazer-me as vontades e a minha mãe arranjar-me o cabelo (a única pessoa que tem permissão para me arranjar o cabelo!!). Abraçar o meu cão vezes e vezes sem conta. Conduzir o bogas (que saudades....!). Subir as escadas com o meu cão e ir à melhor amiga que vive em cima de mim. Rir-me com ela, sobre ela, sobre mim. Contar e partilhar. E no final disto tudo voltar a Londres, de coração cheio.

 

searching_new_life.jpg

 

 

Pista de dança

Hoje a minha casa é a minha pista de dança.

 

beneficios-da-dança.jpeg

 

Pitbull ft John Ryan - Fireball

Jubel - Klingande

Shakira - La La La 

Mr Probz - Waves 

Michelle Wiliams - Say Yes 

Nico & Vinz - Am i wrong

 

 

 

Segurança

Hoje mal abri o sapo vi o destaque de um post que, principalmente pelo título, me chamou a atenção e resolvi ler. Fiquei chocada e triste. Como é possível, digam-me? 

Desde que cheguei a Londres devo confessar que das coisas que mais me agradou foi a segurança "Ah e tal e quando essa cicadezita está em alerta devido às ameaças terroristas???" ok, é verdade. Aqui mais do qualquer coisa a ameaça terrorista encontra-se num nível elevado mas não podemos propriamente parar a nossa vidinha e pensar que isso poderá acontecer a qualquer hora em qualquer lugar até porque, tal como aconteceu recentemente na Tunísia, o local é sempre improvável.

Em Londres sinto que posso andar à vontade, seja de dia ou de noite. As câmaras ajudam, sentes-te mais protegida e mesmo que algo aconteça sabes que a probabilidade de a pessoa ser reconhecida é maior. Aqui qualquer pessoa pode andar à vontade com as mil e uma tecnologias  ou com a malinha Prada (a verdadeira!!) à vista . Nunca vi ninguém a refugiar o Iphone ou Samsung de última geração ou o portátil todo xpto. Aqui, como já presenciei muitas vezes, até pessoas alcoolizadas sabem o limite. Se abusam, se se metem com alguém de forma imprópria ou perturbam (sejam em transportes públicos ou lojas, supermercados) são avisados uma vez e acreditem que acabam por sair no seu próprio passo só para não ter que falar com a polícia. Até situações de discussão que, em Portugal muito facilmente como já presenciei acaba em pancadaria, aqui ficam-se pelo palavreado e cada um segue caminho.

Das últimas vezes que tenho ido a Portugal sinto uma estranha diferença. Se ando até às tantas na rua tenho um receio enorme. Sempre a olhar para trás,sempre a olhar para os lados "E aquela rua não está muito iluminada, é melhor ir dar a volta" e por aí.

Não quero generalizar, mas devo admitir que aqui sinto uma segurança muito mais apertada e, em que a resposta por parte dos organismos de segurança é também mais assertivo e rápido.

Férias

E passadas 3 horas as viagens estão marcadas!! Não vão ser férias, vai ser uma correria tremenda! Primeiro 5 dias em Portugal, depois eu e os meus pais vamos para a Bélgica uns 3 dias e partimos para Londres. Finalmente vou fazer de guia turístico :D

Compras

Quinta feira é dia de descontos para o staff.

Não é por nada, mas acho que estes dois sapatos amanhã vão ter uma nova dona.

 

27135006_xl.jpg

23331705_xl.jpg

 

 

Hoje o jantar foi

Uma junção disto 

 

dsc_0137.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

e disto

 

transferir.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficou tão bom que às duas da manhã cá ando eu a comer os restos que ficaram.

(Estou feita uma cozinheira! A minha avó nem iria acreditar nisto!)

Pág. 1/2